SEJA SÓCIO-TORCEDOR

Pós-jogo: De virada, Operário sofre derrota para o Náutico em Vila Oficinas

02/10/2021 - 12:30

Em duelo válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o Operário Ferroviário sofreu derrota para o Náutico-PE, por 2 a 1, no Estádio Germano Krüger, na noite desta sexta-feira (01). Com o resultado, a equipe permanece na 12ª colocação, com 34 pontos, nove vitórias, sete empates e 12 derrotas.

O jogo
Os primeiros minutos da partida foram movimentados, com boa troca de passes e chances criadas. No minuto três, Alex Silva recebe a bola, próximo da grande área, finaliza e o goleiro Anderson defende. Por outro lado, na sequência, os adversários chegaram com perigo, após cabeceio de Jaílson, aos cinco minutos.

A movimentação do duelo continua intensa, aos 13 minutos, Silva cobra falta da intermediária, o goleiro adversário espalma, no rebote, Alex Silva finaliza e a bola bate na trave. Aos 20 minutos, Rodolfo Filemon comete falta no campo defensivo e recebe cartão amarelo. Na cobrança, a bola chega na cabeça de Vinicius que cabeceia no canto baixo de Thiago Braga, o goleiro mandante defende e, na sequência, Filemon afasta o perigo.

O Alvinegro de Vila Oficinas responde a investida adversária no jogo aéreo. No minuto 25, Rafael Oller faz boa jogada pelo lado do campo, cruza com a perna destra e Paulo Sérgio testa firme na bola, mas Anderson defende no centro da meta.

O placar modifica-se em uma jogada de bola parada. Aos 26 minutos, Silva, da intermediária, cobra falta com a perna canhota e lança um “foguete” em direção ao goleiro Anderson, a bola desvia em Hereda e entra no ângulo. Desta maneira, o Operário Ferroviário abre o marcador em Ponta Grossa.

Após o lance do gol, os comandados de Leandro Niehues dominaram o setor de meio-campo e ataque e criaram as maiores oportunidades. Alex Silva recebe a bola, aos 42 minutos, engana a marcação e passa para Paulo Sérgio, o atacante, dentro da área, finaliza colocado, mas Anderson defende. Assim, o primeiro tempo termina em vantagem do Fantasma.

Na volta dos vestiários, a pressão alvinegra continua. Logo no minuto sete, Rafael Oller finaliza e a bola bate na defesa, no rebote, encontra Alan que, de perna direita, bate com precisão, mas a tentativa explode no travessão. Outro lance de perigo foi aos 25 minutos, quando Rodrigo Pimpão rouba a bola de Hereda, avança no campo de ataque, encontra Marcelo e o meio-campista bate forte, no canto de Anderson, mas o arqueiro defende.

Porém, a situação do jogo muda a partir dos 33 minutos. Após cobrança de tiro de meta do goleiro adversário, a bola viaja no campo defensivo do Operário. Ao tentar afastar a bola, Rodolfo Filemon acaba caindo no gramado e lesiona o braço, na sequência do lance, Alex Silva domina e realiza o passe para dentro da grande área, mas a tentativa encontra o atleta adversário, Júnior Tavares. O lateral-esquerdo visitante tenta driblar Thiago Braga e, sem intenção, o arqueiro operariano comete falta, dentro da área, e Edina Alves Batista assinala penalidade máxima. Na cobrança, aos 39, Vinicius cobra no canto alto esquerdo e empata o confronto.

No minuto seguinte, Júnior Tavares evolui com a bola pelo lado esquerdo, cruza em direção à área e Caio Dantas, de carrinho, estufa as redes do Fantasma. Com o tento anotado, o Náutico vira o duelo. A partida acaba aos 55, com 2 a 1 no placar para os adversários.

Rodolfo Filemon
O jogador sofreu uma luxação no cotovelo direito e aguarda o resultado de exames para maiores detalhes.

Próxima partida
O Alvinegro de Vila Oficinas encara o Brasil-RS, na próxima quarta-feira (06), às 16h, em duelo válido pela 29ª rodada, no Estádio Bento de Freitas.

Avaliação do treinador
Em entrevista coletiva online, o técnico interino, Leandro Niehues, avaliou o resultado da partida. “Fizemos um primeiro tempo muito bom, jogando bem e marcando. No segundo tempo, da mesma maneira, o nosso goleiro não precisou realizar nenhuma defesa. Tivemos situações para definir o jogo, em contra-ataques e bola na trave. Neste momento, o psicológico é o que está afetando com maior intensidade. Tivemos a situação do Filemon e depois uma infelicidade do Alex Silva, sem transferir a culpa para ele, pois, nestes momentos, junta o emocional de toda a equipe.”

Ficha técnica
Operário 1×2 Naútico
Campeonato Brasileiro – 28ª rodada
Estádio Germano Krüger – 01/10/21

Operário: Thiago Braga, Alex Silva, Reniê, Filemon (Odivan) e Silva (Fabiano); Leandro Vilela, Marcelo Oliveira, Rafael Longuine (Rodrigo Pimpão) e Alan; Rafael Oller (Alemão) e Paulo Sérgio (Gustavo Coutinho).
Téc: Leandro Niehues
Banco: Henrique, Lucas Mendes, Pedro Ken, Thomaz, Guedes, Schumacher e Felipe Garcia.

Náutico: Anderson; Hereda, Camutanga, Rafael Ribeiro e Júnior Tavares; Rhaldney, Matheus Trindade (Marciel) e Matheus Jesus (Murillo); Jaílson (Djalma), Vinícius e Álvaro (Caio Dantas).
Téc: Hélio dos Anjos
Banco: Jefferson, Thássio, Yago, Luiz Henrique, Vinicius Vargas, Juninho Carpina.

Gols: 26´1T Silva (Operário); 39´2T Vinicius (Náutico), 40´2T Caio Dantas (Náutico).
Cartões amarelos: Rodolfo Filemon, Thiago Braga, Rodrigo Pimpão (Operário); Camutanga (Náutico).

Árbitra: Edina Alves Batista (SP)
Assistentes: Neuza Ines Back (SP) e Leila Naiara Moreira da Cruz (SP)
Árbitra de Vídeo: Daiane Caroline Muniz dos Santos (SP).

Assessoria de Imprensa Operário Ferroviário
Fotos: André Jonsson/OFEC

Voltar para as notícias